segunda-feira, 3 de julho de 2017

Com baixa procura pela vacina contra HPV, equipes devem iniciar imunização nas escolas do Acre
Como estratégia para enfrentar as dificuldades, equipes da Saúde entram nas escola para vacinar os adolescente. Vacina está disponível no Acre desde o último dia 21.

 Parceria entre ministérios autoriza equipes entrarem nas escolas para vacinarem alunos (Foto: Divulgação/Sesacre)

Acre pretende vacinar quase 37 mil meninos contra o HPV, mas para isso precisa vencer algumas barreiras entre o público. O Programa Nacional de Imunização (PNI) informou as equipes têm encontrado dificuldades, como preconceito e a falta de informação na hora de vacinar os adolescentes. Como estratégia, o Ministério da Saúde fechou uma parceria com o Ministério da Educação para levar a vacina para dentro das escolas.
vacina está disponível no Acre desde o último dia 21. Em todo estado, são quase 37 mil meninos na faixa etária de 11 a 14 anos, 11 meses e 29 dias. Segundo a coordenação, são 9.364 meninos de 11 anos, outros 9.396 de 12 anos, 9.192 de 13 e 8.843 garotos de 14 anos.
A coordenadora do PNI, Dora Holanda, explicou que a procura pela vacina tem sido baixa e os municípios estão planejando atividades para vacinar o público alvo nas escolas, igrejas e praças das cidades.
"Estive em alguns municípios conversando com os coordenadores para elaborarem uma campanha municipal. Essa é a estratégia que buscamos para os municípios. Alguns deles já começaram, tipo Tarauacá, já começou a entrar nas escolas. Todos eles sabem que precisam entrar nas escolas, nas igrejas, praças e buscar estratégias inovadoras", comentou.
Ainda segundo Dora, a estratégia foi usada em anos anteriores, mas algumas escolas resistiam em abrir as portas para as equipes de vacinação. "Alguns municípios em campanhas anteriores fecharam as portas. Agora já tem uma lei que autoriza, em parceria entre os ministérios, que entrar nas escolas", conclui.

Postado por: Giovana M. de Araújo

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

ACRE 24 HORAS



EDSON PAIM NOTICIAS


http://edsonpaim.com.br/





SITE DA TV PORTAL DO PANTANAL, NO AR! (MEIO AMBIENTE NOTÍCIAS)

CLIQUE:

http://tvportaldopantanal.com.br/




Minha foto 


      
Clique no Link abaixo e acesse 

um ou mais dos 599 Blogs da 

Parceria: Fundação Portal do

Pantanal / Painel do Paim/FM 

América 100.9 Mhz

https://www.blogger.com/profile/048861602895692797

65

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Casos de Aids passam de 24 para 32 em Cruzeiro do Sul, aponta saúde


Coordenador diz que aumento de casos foram contabilizados em um ano. 
Casos de soropositivos são de 10 em Cruzeiro do Sul.

Anny BarbosaDo G1 AC
Previsão do tempo - Cruzeiro do Sul  (Foto: Jhonatas Fabrício/Arquivo pessoal)Casos de Aids passaram de 24 para 32 em uma ano na segunda maior cidade do Acre (Foto: Jhonatas Fabrício/Arquivo pessoal)
Os casos de Aids na segunda maior cidade do Acre, Cruzeiro do Sul, tiveram um aumento de 33% em um ano, passando de 24 para 32. Os dados foram repassados pela coordenação estadual de Hepatites Virais e AIDS. Os casos de soros positivos são, no total, 10. No ano passado, o setor havia divulgado 16 casos, mas afirma que houve erro na contabilidade.
O coordenador estadual de Hepatites Virais e AIDS, Nelson Guedes, explica que os números estão dentro do esperado para uma cidade com mais de 82 mil habitantes. A maior incidência da doença é na população masculina.
“Se formos analisar com a população, está dentro da média, não só Cruzeiro do Sul, como para a região do Juruá. Pedimos que as pessoas façam exames de seis em seis meses e se previnam. É importante também que não compartilhem certos produtos pessoais”, ressalta.
Guedes disse ainda que, apesar dos avanços na medicina, todo cuidado é pouco quando se trata de Aids. “Você não transmite só Aids, mas também Hepatite. A expectativa de vida aumentou muito de cinco anos porque temos pessoas que vivem há 30 anos com a doença, mas ninguém quer se contaminar”, explica.
A doença
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, mais conhecida como Aids, é causada pelo vírus do HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves.
Como o HIV está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno, a doença pode ser transmitida de várias formas: sexo sem camisinha, de mãe infectada para o filho durante a gestação, parto ou a amamentação, uso da mesma seringa ou agulha contaminada por mais de uma pessoa, instrumentos que furam ou cortam não esterilizados entre outros.
Testes rápidos
Os testes rápidos são feitos com amostra de sangue total obtida pelo amostra de sangue ou saliva. Os exames são de fácil execução e não precisam de uma estrutura laboratorial, saindo resultado em 30 minutos.

Postado por Carlos PAIM

sexta-feira, 13 de maio de 2016



Sem receber, funcionários de construtora fecham via em Rio Branco

Trabalhadores alegam que não receberam salários da empresa Inovare.
Inovare diz que não recebeu repasse do Depasa; órgão diz que fez pagamento.



Manifestação ocorreu na manhã desta quinta-feira (12) na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco (Foto: Caio Fulgêncio/G1)


Funcionários da empresa Inovare, que trabalha com terceirização e execução de serviços, fecharam um trecho da Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco, na manhã desta quinta-feira (12), cobrando pagamento de salários que, segundo eles, está atrasado há três meses. O trânsito teve que ser desviado por causa da manifestação.
De acordo com o gerente da Inovare, que preferiu não se identificar, a empresa tem entrado com os colaboradores, participando de reuniões com o sindicato, para dar satisfações sobre o que está acontecendo. Ele confirmou que alguns já foram demitidos, mas disse que a Inovare fez um acordo informando que assim que receber os recursos vai repassar o dinheiro aos trabalhadores.
O Depasa informou, por meio da assessoria de comunicação, que não tem nenhum repasse de recursos pendentes com a Inovare. O órgão disse ainda que o único serviço que eles têm com a empresa, que depende de recursos da Funasa, é uma medição, mas que ainda está em andamento e por isso ainda não foi pago.
G1 entrou em contato com a Funasa por telefone, mas até a publicação desta matéria não conseguiu contato.
Segundo Adão Severino da Silva, que é um dos funcionários da Inovare, ao menos 100 trabalhadores, entre contratados e uns que já foram demitidos, estão sem receber. Silva explica que o que foi repassado a ele é que a empresa foi contratada pelo Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa) para prestar serviços e que os repasses seriam realizados pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e esta, por sua vez, não teria repassado o valor para pagar pelos serviços.
"Estamos sem receber por falta de recursos que deveriam ter sido repassados pela Funasa, segundo informou a Inovare. Faltam recursos repassados pelo governo, no caso o Depasa. Estamos aqui porque queremos uma resposta. Fica um impasse ente a Funasa, Depasa e a Inovare, que por sua vez diz que não nos pagou ainda porque não recebeu os recursos", diz.
g1globo
Postado por: Ygor I. Mendes

quarta-feira, 11 de maio de 2016

No AC, secretário adjunto da Sesacre e gerente do hospital são exonerados

Decreto das exonerações e nomeações foi publicada no Diário Oficial.
Sesacre diz que medida faz parte de 'remanejamento normal de servidor'.


O governo do estado do Acre exonerou o secretário adjunto de planejamento e gestão da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Irailton de Lima Sousa e o gerente geral do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), Francisco Rodson dos Santos Souza. O decreto de 6 de maio de 2016, que trata sobre o assunto, foi publicada na edição dessa quarta-feira (11) do Diário Oficial do Estado (DOE) e tem efeito retroativo.
Ao G1, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) informou, por meio da assessoria de imprensa, que as exonerações e nomeações fazem parte de um "remanejamento normal de servidor".
Segundo a Sesacre, as mudanças já estão vigorando há mais de um mês e se trata de uma portaria retroativa.
O secretário adjunto Souza foi nomeado pelo governo para exercer o cargo de secretário adjunto na Secretaria de Estado de Articulação Institucional (SAI) e, no seu lugar, ficou o secretário Rui Emanoel Rodrigues Arruda. A gerência geral do Huerb ficou nas mãos de Fabrício Lemos de Souza.
O gerente administrativo do Huerb, Erivaldo José Costa de Castro, e a gerente geral da Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Tucumã, Márcia Aurélia dos Santos Pinto também tiveram seus cargos exonerados segundo a publicação desta quarta.
G1GLOBO
Postado por: Ygor I. Mendes

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Mais de 5 mil devem ser vacinados contra gripe na zona rural de Tarauacá

Equipes vão visitar ramais, seringais, rios e igarapés, diz Saúde.
Meta é vacinar 80% dos quase 40 mil habitantes do município.


Chamada - Vacina contra gripe (Foto: Divulgação)Campanha de vacinação encerra no próximo
dia 20 (Foto: Divulgação)
Mais de 5 mil moradores da zona rural deTarauacá, a 400 km de Rio Branco, devem ser imunizados durante a campanha de vacinação contra a gripe, iniciada no último 30.
As equipes vão percorrer ramais, seringais, rios, igarapés, estradas e demais lugares afastados da cidade, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde da cidade.
A campanha encerra no próximo dia 20 e quase 190 mil devem ser imunizadas no Acre, conforme os dados do Ministério da Saúde.
Com aproximadamente 40 mil habitantes, a meta das equipes de humanização é vacinar 80% da população, o que corresponde aproximadamente 32 mil pessoas imunizadas.
Ainda de acordo com a secretaria, na segunda-feira (9), duas equipes, cada uma com quatro pessoas, devem estar saindo em direção aos Rios Muru e Tarauacá com as doses. A viagem deve durar 15 dias.
"As equipes são montadas com um vacinador, um registrador, motorista e um apoiador. Eles vão subir e, na volta, passar de casa em casa para vacinar os ribeirinhos. Até o dia 20 já queremos está com a cobertura de 80% dos vacinados", explica o assessor da saúde, Elizeu Sombra.
Sombra acredita ainda que pelo menos 25% da população já foi vacinada e os trabalhos ainda continuam na cidade. "Estamos indo de casa em casa porque há muitos faltosos estamos indo conversar com as pessoas"detalha o assessor.
População carcerária
Ainda segundo Elizeu Sombra, em torno de 200 detentos também devem ser vacinados contra a gripe nos próximos dias no presídio da cidade. Os agentes penitenciários, servidores administrativos e dos demais setores também devem ser imunizados e o número pode chegar a 250 pessoas.
G1GLOBO
Postado por: Ygor I. Mendes.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Acre investiga 20 casos de microcefalia, diz Ministério da Saúde

Ao todo foram confirmados 1.271 casos no Brasil até 30 de abril deste ano.
Dados foram divulgados pelo Ministério nesta quarta-feira (4).




O Acre investiga ao menos 20 casos de microcefalia e alterações do sistema nervoso, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta quarta-feira (4).
Conforme o levantamento, até 30 de abril deste ano, 37 casos da doença foram notificados no total. Destes,17 foram descartados e nenhum confirmado.
Procurada pelo G1, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) informou que os números atualizados referentes à doença devem ser informados em um novo boletim epidemiológico, que será disponibilizado nesta quinta-feira (5).
Sesacre diz investigar 23 casosEmbora o Ministério da Saúde aponte a investigação de apenas 20 casos. Segundo o boletim epidemiológico nº 11, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Seascre) no dia 18 de abril são 23 os casos de microcefalia sob investigação no estado.
Ainda de acordo com a Sesacre, ao todo 28 casos de microcefalia foram notificados no Acre de 1 de janeiro a 9 de maio de 2016, conforme o boletim. Porém, 11 casos já estavam em investigação somando um total de 39 notificações.
Dentre essas notificações, 35 são de residentes no Acre, três oriundas de Rondônia e um do Amazonas. Ao todo, 12 casos foram descartados após investigação clínica ou laboratorial.
Dos casos descartados, oito haviam sido notificados em Rio Branco, enquanto JordãoFeijó,Tarauacá e Cruzeiro do Sul descartaram um caso cada. Conforme a Saúde, nove municípios apresentaram casos de microcefalia.
A Sesacre destacou que, devido aos casos estarem sob investigação, não há como ligar a doença ao vírus da zika. Além disso, ressaltou que o novo protocolo de vigilância determinado pelo Ministério da Saúde define que todos os casos notificados devem ser monitorados e investigados, não apenas os relacionado ao zika.
A Saúde afirmou ainda, que existem outros agentes infecciosos causadores da microcefalia como a "sífilis, toxoplasmose, HIV, citomegalovírus, herpes dentre outros".
Microcefalia no BrasilO boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde divulgado, nesta quarta-feira (4), aponta que até o dia 30 abril deste ano foram confirmados 1.271 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita em todo o país.
No total, segundo o Ministério, foram notificados 7.343 casos suspeitos desde o início das investigações, em outubro de 2015, sendo que 2.492 foram descartados. Outros 3.580 estão em fase de investigação.

G1GLOBO

Postado por: Ygor I. Mendes